Usuários de Wegovy conseguem manter a perda de peso por quatro anos, mostra estudo


Descrição de chapéu Corpo medicina Usuários de Wegovy conseguem manter a perda de peso por quatro anos, mostra estudo Pesquisa patrocinada pela farmacêutica Novo Nordisk com mais de 17.000 participantes apontou perda de 10% do peso total, que foi mantida por um período de quatro anos
  • benefício do assinante

    Você tem 7 acessos por dia para dar de presente. Qualquer pessoa que não é assinante poderá ler.

    benefício do assinante

    Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.

    Já é assinante? Faça seu login ASSINE A FOLHA

    • Copiar link
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

14.mai.2024 às 12h41

  • Ouvir o texto

Maggie Fick Londres | Reuters

Pacientes que utilizam o tratamento para obesidade Wegovy, da Novo Nordisk, mantiveram uma média de perda de peso de 10% após quatro anos, reforçando achados anteriores do fabricante para que seguradoras e governos cubram o custo do medicamento para a população.

A fabricante dinamarquesa apresentou os novos dados de longo prazo nesta terça-feira (14) no Congresso Europeu sobre Obesidade, em Veneza, Itália, em uma nova análise de um grande estudo cujos resultados substanciais foram publicados no ano passado.

“Este é o estudo mais longo que conduzimos até agora com semaglutida para perda de peso”, disse Martin Holst Lange, chefe de desenvolvimento da Novo, em entrevista, referindo-se ao ingrediente ativo no Wegovy e no medicamento para diabetes da empresa, Ozempic.

“Vemos que uma vez que a maioria da perda de peso é alcançada, você não volta a ganhar peso se continuar tomando o medicamento”, acrescentou.

Cuide-se

Ciência, hábitos e prevenção numa newsletter para a sua saúde e bem-estar

Carregando…

Os dados podem ajudar a convencer seguradoras e governos, como o americano, a reembolsar o Wegovy, que varia de US$ 200 (cerca de R$1.000) a quase US$ 2.000 (ou R$ 10.000) por mês nos dez países onde foi lançado até agora.

As ações da Novo subiram 1,1% nesta terça (14), atingindo uma alta de dois meses. Analistas e investidores disseram que a alta provavelmente foi impulsionada pelos resultados de um estudo divulgado pela empresa na última segunda-feira (13) de um teste em fase avançada de seu medicamento para hemofilia A.

Markus Manns, gestor de portfólio da Union Investment na Alemanha e acionista da Novo Nordisk, disse à Reuters que os dados, que são melhores do que o medicamento para a mesma doença da empresa farmacêutica suíça Roche, “abrem uma oportunidade de mais US$ 2 bilhões” para a empresa.

Wegovy foi o primeiro a chegar ao mercado de uma nova geração de medicamentos conhecidos como agonistas do GLP-1, originalmente desenvolvidos para diabetes, que oferecem uma nova abordagem terapêutica também para a obesidade.

A Eli Lilly lançou seu medicamento concorrente, Zepbound, nos Estados Unidos em dezembro. Nenhuma das empresas conseguiu produzir o suficiente para atender à demanda sem precedentes.

Simon Cork, professor sênior de fisiologia da Universidade Anglia Ruskin, afirma que a decisão do serviço de saúde pública britânico de limitar a cobertura do medicamento a dois anos foi “devido à eficácia questionável a longo prazo”.

Os novos dados mostrando benefícios continuando por quatro anos podem ajudar a negar esse argumento, disse ele.

Benefícios cardíacos

O estudo com 17.604 pacientes testou o Wegovy não para perda de peso, mas para seus benefícios protetores ao coração para pacientes com sobrepeso e obesos que tinham doença cardíaca pré-existente, mas não diabetes. Os participantes não precisavam acompanhar dieta e exercícios porque não era um estudo de obesidade.

ic_save

ic_share

Leia Mais Ícone fechar

Voltar

Voltar

Voltar

Compartilhe

Aproximadamente 17% dos participantes do estudo interromperam o uso do Wegovy devido a efeitos colaterais, sendo o mais comum deles a náusea, disse a Novo em outra análise no estudo publicada pela fabricante de medicamentos na terça-feira.

Os pacientes no estudo, chamado Select, perderam em média quase 10% do peso corporal total após 65 semanas com o Wegovy. Essa porcentagem de perda de peso foi mantida aproximadamente ano após ano até o final de cerca de quatro anos, quando a perda de peso era de 10,2%, disse a empresa.

Uma terceira análise do Select divulgada pela Novo nesta terça (14) mostrou que os benefícios protetores ao coração do Wegovy para os pacientes no estudo ocorreram independentemente do peso deles antes de começar a tomar o medicamento e independentemente de quanto peso eles perderam com ele.

“Agora também entendemos que, embora saibamos que a perda de peso é importante, não é a única coisa que impulsiona o benefício cardiovascular do tratamento com semaglutida”, disse Lange à Reuters na entrevista.

O estudo Select mostrou que o Wegovy reduziu o risco de um evento cardiovascular importante, como um derrame, em 20% em pessoas com sobrepeso ou obesas com histórico de doença cardíaca, notícia que fez as ações da Novo dispararem 13% para máximas recordes quando foi divulgada em agosto.

A Novo diz que os pesquisadores ainda estão trabalhando para entender os mecanismos da proteção cardiovascular que a semaglutida proporciona.

Wegovy e Zepbound estão sendo testados para avaliar seus benefícios em uma variedade de outros usos médicos, como redução do risco de ataque cardíaco e para apneia do sono e doença renal.

A perda de peso no estudo cardíaco foi menor do que a média de 15% de perda de peso nos estudos anteriores de obesidade com Wegovy antes do lançamento do medicamento nos Estados Unidos em junho de 2021.

  • benefício do assinante

    Você tem 7 acessos por dia para dar de presente. Qualquer pessoa que não é assinante poderá ler.

    benefício do assinante

    Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.

    Já é assinante? Faça seu login ASSINE A FOLHA

    • Copiar link
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

  • atividade física
  • medicina
  • obesidade
  • saúde

sua assinatura pode valer ainda mais

Você já conhece as vantagens de ser assinante da Folha?Além de ter acesso a reportagens e colunas, você conta com newsletters exclusivas (conheça aqui).Também pode baixar nosso aplicativo gratuito na Apple Store ou na Google Play para receber alertas das principais notícias do dia.A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade. Obrigado!

sua assinatura vale muito

Mais de 180 reportagens e análises publicadas a cada dia. Um time com mais de 200 colunistas e blogueiros. Um jornalismo profissional que fiscaliza o poder público, veicula notícias proveitosas e inspiradoras, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE POR R$ 1,90 NO 1º MÊS

  • Envie sua notícia
  • Erramos?

Endereço da página

  • https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2024/05/usuarios-de-wegovy-conseguem-manter-a-perda-de-peso-por-quatro-anos-mostra-estudo.shtml
Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Termos e condições Todos os comentários Comente Comentar é exclusividade para assinantes.
Assine a Folha por R$ 1,90 no 1º mês
Compartilhar

  • Facebook
  • Twitter

Responda Denuncie