Esforços para reduzir fluxo de carretas de minério nas estradas de Minas

E Estado de Minas 15/05/2024 04:00

Por Gabriel Guimarães e Eduardo CoutoO Ministério Público de Minas Gerais, em atuação conjunta do procurador-geral de Justiça, Jarbas Soares, do coordenador geral do Compor, Carlos André Mariani Bittencourt, do coordenador administrativo, Jairo Cruz Moreira, e do coordenador do Caoma, Carlos Eduardo Ferreira Pinto, vem capitaneando a busca por soluções para a redução do fluxo de carretas dedicadas ao transporte de minério de ferro nas estradas de Minas Gerais.
A iniciativa é apoiada pela Associação dos Municípios Mineradores, prefeitos, vereadores, deputados estaduais – com destaque para o presidente da Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas, deputado Thiago Cota – e pelas próprias mineradoras.

  • Leia também: Estado de Minas terá nova coluna sobre Mineração

Uma dessas soluções para a redução do volume de carretas nas BRs 040 e 356 está próxima de sair do papel. É o caso do Terminal Ferroviário do Bação, que está em fase final de licenciamento ambiental pela Fundação Estadual de Meio Ambiente. O novo terminal encurtará a distância entre as unidades produtivas e a linha férrea, contribuindo para a redução das emissões de carbono e para a eficiência do escoamento da produção de minério de ferro.Leia mais

  • É preciso destacar a importante participação das mineradoras nas buscas por soluções, em especial da Vale, que vem estudando parcerias com outras empresas para disponibilizar o uso de estradas exclusivas para o transporte de minério de ferro e encurtar as distâncias entre as unidades produtivas e a linha férrea.

    Investimentos em sustentabilidade
    A mineração segue como um dos setores que mais investem no país. Para o período 2024-2028 são projetados aportes de US$ 64,5 bilhões, sendo US$ 17,2 bilhões somente em Minas Gerais. A sustentabilidade das operações é destaque nos investimentos. Até 2028, a indústria da mineração pretende elevar em 62,7% os investimentos em projetos socioambientais.Eles representam a segunda maior parcela dos investimentos setoriais previstos até 2028: 16,6% ou US$ 10,7 bilhões, ante os US$ 6,6 bilhões projetados para 2023-2027. Os projetos de minério de ferro devem receber os maiores aportes, com cerca de US$ 17 bilhões até 2028 (26,8% do total de investimentos do setor). Os dados são do Ibram.

    Solidariedadeaos gaúchos
    Com recursos oriundos dos Termos de Ajustamento de Conduta celebrados visando o cumprimento da obrigação de descomissionamento de barragens, o governo de Minas Gerais, representado pelo vice-governador, Professor Mateus, e pela Secretária de Meio Ambiente, Marília Melo, e o Ministério Público do Estado de Minas Gerais, representado pelo coordenador do Caoma, promotor Carlos Eduardo Ferreira Pinto, realizaram a doação de 7.200 cestas básicas para a população do estado do Rio Grande do Sul.

    • Leia também:Barragem na Grande BH que chegou ao nível máximo de emergência é desativada

    O vice-governador ressaltou que esta doação representa “um reforço do que é a essência do mineiro”. Também merece aplausos a doação de R$ 1 milhão e de donativos, recebidos no treino aberto realizado na Arena MRV, pelo Atlético-MG e Instituto Galo, presididos por Sérgio Coelho e Maria Alice Coelho, respectivamente, casal amplamente reconhecido pela atuação em favor dos menos favorecidos.
    Licenciamento ambiental
    Nesta quarta (15/5) e quinta-feira acontecerá no Auditório da Fiemg Rio Doce, em Governador Valadares, o IV Seminário de Licenciamento Ambiental. O evento é o resultado de uma parceria entre o órgão ambiental, que tem a engenheira Lirriet Libório como chefe regional da Feam; e, Rodrigo Franco como presidente.Trata-se de uma importante regional para o segmento, pois engloba diversos municípios mineradores, como Guanhães, Nova Era, Itabira, Santa Bárbara, Barão de Cocais e Antônio Dias. Mais informações:[email protected]; Fiemg / Renata Medrado, (33) 99103-8646.

    "Há um ano estávamos com o governador Romeu Zema apresentando ao mundo as oportunidade do lítio no Vale do Jequitinhonha. De lá pra cá assistimos a uma grande transformação na região com bilhões em investimentos e milhares de empregos” Fernando Passaglio, secretário de Desenvolvimento Econômico

    214 milempregos diretos no setor mineral em março, com a criação de quase 4 mil vagas de novembro de 2023 a março deste ano, segundo o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram)