As bizarras mortes de Heart of Darkness, um jogo que mexe com um tabu delicado…

Vez ou outra eu posto algum jogo antigo aqui no Blog Nerd Maldito, e no começo do milênio tem muitos jogos que ficaram no coração dos jogadores de PC, especialmente aqueles que vinham em revistas. Jogos como Twinsen's Odyssey, Pharaoh, Soul Reaver e Constructor deixaram marcas. Mas tiveram alguns jogos que simplesmente não foram tão falados e ainda assim eram grandiosos ou deixaram suas marcas, como Shade: Wrath of Angels. No caso do clássico Heart of Darkness, que saiu em 1998, tinha algo um tanto peculiar… Um personagem fofinho, uma história fofinha, e… Mortes EXTREMAMENTE BRUTAIS!
A ideia de humanos viajando por outros planetas em aventuras com outras raças é algo comum, você olha por exemplo aquela quase-bíblia de Star Wars maravilhosa e sabe bem o que o espera lá, muitas aventuras e claro que os heróis vão vencer, algo sem sangue… E a ideia de uma pessoa comum da nossa realidade indo para um ambiente todo novo pra ele também é bem normal, até Stephen King já explorou isso no amado Conto de Fadas. E Heart of Darkness faz isso, colocando a história de um menino chamado Andy, que vai salvar o seu cachorro em outro planeta e usa armas que ele mesmo fez em casa. Já dá pra imaginar algo fofo, né? Bom… É aí que a coisa começa a ficar estranha…Talvez alguns de vocês não tenha nem percebido, de tão comum que isso é, mas jogos adultos costumam não ter crianças em partes onde você pode controlar. Então por isso jogos como GTA onde o povo mata e atropela, simplesmente não colocam pra evitar polêmicas. Imagina se um youtuber resolve fazer uma sequência de coisas indevidas, a treta que seria? E Assassin's Creed Syndicate foi o primeiro a colocar crianças na rua, sendo que qualquer coisa errada em relação elas, faz a tela tremer e não acontecer nada, como se fosse um erro no animus. Galera! O Nerd Maldito tem um link de afiliado na Amazon atualizado todo dia com listas temáticas de itens que vocês vão amar! Já viram hoje? Confira no link de afiliado Amazon! No caso de Heart of Darkness, foi o único jogo lançado pelo estúdio francês Amazing Studio, e tem uma dose de estranheza que me faz pensar se seria possível lançar algo assim hoje em dia. Não é algo tão apelativo quanto Postal 2, que certamente seria chocante hoje, mas pode ser visto por muitos como até pior, já que é algo que parece ser dirigido ao público infantil, sendo que inclusive na ESRB tem a classificação EVERYONE, ou seja… É um jogo família!E com a história e visual em geral, não seria incomum imaginar uma criança de uns oito anos se atraindo por algo assim. Afinal é um menininho com uma arma de raios procurando pelo cachorro, certo? Bom… O grande detalhe, é que esse é provavelmente o jogo com mais animações de morte que você vai ver e algumas podem ser um tanto chocantes pra crianças mais novinhas.
O jogo é todo maravilhosamente bem feito e criado pra ser uma experiência visual de brilhar os olhos, e pelo jeito eles quiseram mostrar isso também ao apresentar não apenas uma forma de morrer, mas DEZENAS e cada uma com suas próprias animações, sendo que umas tem até cutscenes só pra morte. E com certeza a coisa consegue realmente impressionar muito com os detalhes.Na real, eu sinto que o estúdio beirou o gore e só não colocou sangue porque foi onde viram que seria demais. Porque o resto todo tem! Enquanto algumas mortes são "fofinhas" como a dele carbonizado, que o corpo entra em chamas rapidamente e desaparece, ficando só o tênis, outras você pode ouvir o som do corpo dele sendo quebrado pra ser devorado, pode ver um monstro o comendo e puxando com a mão até rasgar ao meio, dá pra ver ele agonizando enquanto submerso, o corpo sendo dobrado pra entrar na boca de uma planta, uma criatura o comendo e ficando a perna dele pendurada de fora, entre outras coisas, confiram:Curioso, né? Não ouço falarem muito desse jogo, mas definitivamente as mortes nele são uma das coisas mais marcantes que tem, apesar de ter todo sido produzido para ser uma obra grandiosa, inclusive Eric Chahi, que elaborou o projeto, também foi o criador de Another World. E vocês, conheciam esse jogo? Acham que hoje em dia seria tranquilo lançar com as animações desse jeito aí?